domingo, 26 de setembro de 2010

Acidentes em gasodutos provocaram 60 mortes nos EUA em 5 anos

Resolvi transcrever essa reportagem da Agência de Notícias EFE, para registrar que a preocupação com a segurança não tem fronteiras. Mesmo em países desenvolvidos, ainda há a ocorrência de grandes acidentes industriais, causando mortes e perdas materiais relevantes. A cultura da segurança é um objetivo a ser alcançado com o nosso empenho, isto é, dos que acreditam que o trabalho deve prevalecer sobre o capital, valorizando a vida de todos nós.


(o artigo que deu origem a esta reportagem está acessível clicando aqui)


Acidentes em gasodutos provocaram 60 mortes nos EUA em 5 anos, diz "NYT"

Washington, 25 set (EFE).- De acordo com artigo do "New York Times" publicado neste sábado, acidentes em gasodutos deixaram 60 mortos e 230 feridos nos Estados Unidos nos últimos cinco anos.
O tema voltou a ser debatido por causa da explosão registrada este mês em um gasoduto da Pacific Gas and Electric em San Bruno, na Califórnia, na qual sete pessoas morreram e 50 ficaram feridas.
Em 2004, por exemplo, a unidade de investigação do Congresso, o Government Accountability Office (GAO), assinalou que era preciso maior rigor para que as medidas de segurança fossem cumpridas. O órgão indicou ainda que as multas de menos de US$ 30 mil não eram suficientes para que o setor mudasse de conduta.
A falta de mão firme das autoridades na hora de fazer cumprir as medidas de segurança nos gasodutos também é denunciada no artigo do "NYT". O diário assinala que as multas, quando impostas, costumam ser baixas, além de a agência encarregada da coleta (Pipeline and Hazardous Materials Safety Administration) costumeiramente ter problemas em obter o dinheiro solicitado.
Segundo o "NYT", as investigações de cada problema nos gasodutos podem levar vários anos para ser concluídas. Além disso, a crescente demanda faz com que as autoridades costumem conceder isenções em matéria de segurança.

sábado, 25 de setembro de 2010

Acidente em parque de diversão traz um alerta sobre o assunto

Na quinta-feira, dia 23/09/2010, um acidente no brinquedo Looping Star, do Playcenter, zona oeste de São Paulo, deixou 16 pessoas feridas. As vítimas estavam no brinquedo chamado Looping Star - um tipo de montanha-russa. Segundo a assessoria do parque, o trenzinho do brinquedo se chocou com outro, que estava parado na plataforma de embarque. O portal Folha.com, relacionou outros acidentes ocorridos recentemente em parques de diversão. Veja a seguir.

Julho - duas meninas de 7 e 9 anos ficaram feridas em um parque de diversões na avenida Jacu-Pêssego, vila Jacuí, zona leste de São Paulo. Uma trava do brinquedo onde as crianças estavam se soltou.

Junho - um menino de 12 anos morreu após cair de um brinquedo em Campinas (91 km de São Paulo). O garoto estava em um brinquedo que simula um vôo e, quando caiu, bateu a cabeça em uma base de ferro. Segundo a polícia, o dono do parque alegou que a criança teria quebrado o vidro do brinquedo, colocado a cabeça para fora e por isso sofrido o acidente.

Junho - no Rio, uma cozinheira de 61 anos morreu após um acidente no parque temático Terra Encantada, na Barra da Tijuca (zona oeste). Ela caiu de um carrinho em uma montanha-russa. A idosa foi socorrida com vida por uma equipe dos bombeiros e levada ao hospital Lourenço Jorge, na Barra, mas não resistiu aos ferimentos. O diretor e um engenheiro do parque foram indiciados pela polícia.

Agosto de 2009 - cerca de dez pessoas ficaram feridas em um parque de diversões em Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo). As vítimas caíram de um brinquedo giratório, porém, não há informações sobre as circunstâncias do acidente.

Março de 2009 - o adolescente Bruno Ramon Pereira, 15 teve morte cerebral após cair de um brinquedo conhecido como "Kamikaze". O brinquedo que teve a base de sustentação partida ao meio na cidade de Castro (148 km de Curitiba). Além dele, outras nove pessoas ficaram feridas. Com a quebra da base, uma peça de ferro, que funcionava como contrapeso, atingiu em cheio a gaiola onde estavam os dez adolescentes. O brinquedo ficou parcialmente destruído.

Junho de 2008 - um menino de 12 anos morreu após cair de um brinquedo em um parque de diversão em Campinas (91 km de São Paulo). Ele teve a cabeça prensada entre a janela e uma das barras externas que sustentam o "Buzz Light Year" (Ônibus Espacial).

Março de 2008 - uma criança de dez anos morreu após cair de um brinquedo em um parque de diversões localizado em Itaquera (zona leste de São Paulo). Ele estava em um elevador eletrônico e caiu de uma altura aproximada de quatro metros.

Março de 2008 - quinze pessoas ficaram feridas após um acidente com um brinquedo no parque de diversões Goiânia, em Ribeirão das Neves (MG). O Dangle --um chapéu mexicano, onde os freqüentadores ficam em cadeiras penduradas por correntes-- tombou.

Novembro de 2007 - um menino de sete anos caiu de uma montanha-russa em um parque de diversões em Rio Claro (175 km a noroeste de São Paulo).

Setembro de 2007 - uma menina de 7 anos fraturou o maxilar ao cair de um brinquedo no parque de diversões da Festa do Peão de Sales (458 km a noroeste de São Paulo).

Agosto de 2007 - uma falha em um brinquedo causou a queda de pai e filha, de 11 anos, de uma altura de quatro metros no Parque Marinha do Brasil, em Porto Alegre (RS).

Janeiro de 2007 - Quatro crianças sofreram ferimentos leves em conseqüência de um defeito em um brinquedo no parque de diversões instalado no Shopping D, no Canindé (zona norte de São Paulo).

Setembro de 2005 - Duas crianças de 10 anos ficaram feridas após serem arremessadas de um brinquedo no parque de diversões do bairro Vila Padre Anchieta, em Campinas (95 km a noroeste de São Paulo). Elas caíram de uma altura de cerca de cinco metros e tiveram apenas ferimentos leves.

Agosto de 2005 - o estudante Frank Ribeiro de Sousa, 28, sofreu traumatismo craniano e foi socorrido em estado grave após cair da montanha-russa do parque de diversões Terra Encantada, na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Dezembro de 2004 - dez pessoas ficaram feridas em um acidente em um parque de diversões no bairro Jardim Baronesa, na periferia de Osasco, região metropolitana de São Paulo. Segundo a polícia, o brinquedo tombou logo que começou a se movimentar.

Janeiro de 2003 - Cinco pessoas ficaram feridas em um parque de diversões em Praia Grande (litoral de SP). O acidente aconteceu em um brinquedo chamado "Spice-Loop", um tipo de brinquedo que gira como um pêndulo. Os cinco feridos caíram de uma altura de oito metros.

Na página de artigos do portal Endereço da Prevenção, esse assunto é abordado por dois engenheiros de segurança, em um artigo escrito há alguns anos. Confira em www.ricardomattos.com/artigo.htm.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Grupo Segurança Elétrica tem mais de 1600 participantes

Na internet desde o ano de 2004, o grupo de discussão Segurança Elétrica já ultrapassou a marca de 1600 participantes inscritos. Mantendo o compromisso de ser um espaço destinado prioritariamente ao tema da prevenção de acidentes com eletricidade, o grupo também divulga vagas de empregos nas áreas de engenharia elétrica e segurança do trabalho, informa sobre cursos e eventos, discute dúvidas técnicas, oferece ampla relação de links, além de armazenar arquivos úteis sobre o assunto. Qualquer um pode participar, desde que tenha interesse em compartilhar ideias e informações. Conheça e participe você também; e contribua com a prevenção de acidentes com eletricidade.
O endereço do grupo é www.yahoogrupos.com.br/group/seguranca_eletrica

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Mercearia Paraopeba

Vejam esta aula de sustentabilidade ! Vale a pena assistir ao vídeo (7 minutos).


sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Cinto de segurança salvou a vida de mais uma pessoa

Mais um caso que retrata a importância do uso do cinto de segurança. A reportagem de um telejornal, no dia 23/08/2010, flagrou o momento em que o motorista foi socorrido, após o seu carro cair em uma ribanceira, por cerca de 50 metros, na rodovia Washington Luis, na descida da serra de Teresópolis (RJ). O mais interessante é que o motorista, ainda sob a emoção do acidente, foi enfático ao afirmar: “Estou vivo graças ao cinto de segurança. Não tenho absolutamente nenhuma dúvida”. Vejam o vídeo abaixo.